Niterói aprova seu Plano Municipal de Cultura, consolidando a Cultura como um Direito

Date:

Compartilhe esta postagem:

A Secretaria Municipal das Culturas e Conselho Municipal de Política Cultural, com a participação de trabalhadores e trabalhadores das Culturas, com a presença do Fórum de Capoeira de Niterói e demais segmentos culturais da cidade aprovam o Plano Municipal de Cultura da cidade

Nos dias 5 e 6 de novembro a cidade de Niterói deu um importante passo em sua Política Cultural, aprovando, durante a 5ª Conferência Municipal de Cultura, a sua Carta de Direitos Culturais (a primeira de uma cidade em todo o Brasil) e o seu Plano Municipal de Cultura, concluindo, assim, o seu CPF (Conselho, Plano Municipal de Cultura e Fundo Municipal de Cultura).

a Artesã Nice de Oyá, Leonardo Giordano, Secretário Municipal das Culturas e Mestre Tio Robson

Segundo as Culturas Niterói, “O PMC é o instrumento que dá as diretrizes para a gestão das políticas públicas da cultura da cidade. É um plano decenal e uma ferramenta fundamental para a consolidação de um modelo democrático de gestão da cultura. Finalizar o processo da 5ª conferência e encaminhar a aprovação do Plano Municipal de Cultura neste momento, em um contexto de crise sanitária, econômica, social, política e de ataque à cultura no país é, portanto, estratégico”.

O Fórum de Capoeira de Niterói, que contribuiu com propostas para a Carta de Direitos Culturais e participou ativamente das Conferências Setoriais e Territoriais e dos dois dias de Conferência, no dia 5, na Sala Nelson Pereira dos Santos e na Câmara de Vereadores de Niterói, no dia 6 de novembro, virtual e presencialmente, tem sido protagonista na construção de políticas públicas para a Capoeira da cidade.

Reunião Setorial e Territorial ocorridas em Itaipú por iniciativa das Câmaras Setoriais do Patrimônio Material e Imaterial e de Artes Visuais. Na ocasião a ContramestrA Celi e o Mestre Paulão Kikongo participaram representando o Fórum de Capoeira de Niterói.

Além do Prêmio Itamar da Conceição Magalhães (Mestríssimo Chita), a capoeira conquistou uma cadeira específica no Conselho Municipal de Política Cultural.

Agora é acompanhar a votação de todas estas conquistas na Câmara de Vereadores e fazer o cdevido acompanhamento para que todas estas vitórias sejam efetivamente aprovadas no legislativo com a sanção do Prefeito Lars Grael.

Fotos: Luana Bonone, Maurício de Souza Ferreira e Arethuza Doria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Campanha dos 21 Dias de Ativismo contra o Racismo se inicia no dia 5 de março com diversas atividades

A partir de seu embrião, em 2016, neste ano a Campanha 21 Dias de Ativismo Contra o Racismo...

Espaço Brincante recebe Mestre Russo de Caxias para vivência e roda de capoeira

Documentário, vivência e aulão de capoeira para todas as idades é a programação deste domingo no Espaço Brincante...

Dique do Tororó recebe o Movimento Cadê Salomé para roda de capoeira e prosa neste final de semana

Com a participação da Mestra Lilu, mulher, mãe, capoeirista e pesquisadora e de Professora Negona, mulher negra, amante...

Nessa Roda tem Mandinga! Mandinga de Mulher!

O Programa Mandinga de Mulher, uma parceria entre a Rádio Capoeira e o Grupo de Estudos e Intervenção...