Prêmio da UNESCO reconhece projetos que promovem uso de tecnologias na educação

Date:

Compartilhe esta postagem:

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) convida interessados a se candidatar para a edição de 2016 do Prêmio Rei Hamad Bin Isa Al-Khalifa sobre uso de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) na educação.

O prazo de inscrição é 30 de setembro. Desde 2005, o prêmio reconhece inovações na pedagogia que utilizam a tecnologia para melhorar resultados educacionais.

Prêmio da UNESCO visa a contribuir com a equidade na educação. Foto: Presidencia da República/Ricardo Stuckert
Prêmio da UNESCO visa a contribuir com a equidade na educação. Foto: Presidência da República/Ricardo Stuckert

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) convida interessados a se candidatar para a edição de 2016 do Prêmio Rei Hamad Bin Isa Al-Khalifa sobre uso de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) na educação.

O prazo de inscrição é 30 de setembro. Desde 2005, o prêmio reconhece inovações na pedagogia que utilizam a tecnologia para melhorar resultados educacionais.

A premiação visa a contribuir com a equidade na educação, pilar fundamental da meta número 4 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), série de compromissos lançados no ano passado pela comunidade internacional. As metas reconhecem que o uso de TICs para auxiliar grupos historicamente vulneráveis representa um passo essencial no esforço internacional para garantir educação inclusiva e equitativa para todos até 2030.

A edição deste ano premiará organizações e indivíduos que aplicam práticas inovadoras para aproveitar ao máximo as TICs na expansão do acesso à educação e para desenvolver inovações no ensino e aprendizado de grupos historicamente menos favorecidos.

Esses grupos incluem refugiados, migrantes, estudantes socioeconomicamente vulneráveis, portadores de necessidades especiais, minorias culturais, étnicas e religiosas e mulheres e meninas em situação vulnerável.

Os dois vencedores serão selecionados pela diretora-geral da UNESCO com base nas recomendações feitas por um júri internacional de cinco especialistas independentes e aclamados na área de tecnologia na educação.

O prêmio será entregue em uma cerimônia que acontecerá no começo do ano que vem na sede da UNESCO em Paris, França. Os vencedores receberão 25 mil dólares cada e um certificado de reconhecimento assinado pela diretora-geral e o presidente do júri.

O formulário para a inscrição online e as notícias mais recentes sobre o tema estão disponíveis na página do prêmio.

Fonte: ONU Brasil

Artigos Relacionados

Campanha dos 21 Dias de Ativismo contra o Racismo se inicia no dia 5 de março com diversas atividades

A partir de seu embrião, em 2016, neste ano a Campanha 21 Dias de Ativismo Contra o Racismo...

Espaço Brincante recebe Mestre Russo de Caxias para vivência e roda de capoeira

Documentário, vivência e aulão de capoeira para todas as idades é a programação deste domingo no Espaço Brincante...

Dique do Tororó recebe o Movimento Cadê Salomé para roda de capoeira e prosa neste final de semana

Com a participação da Mestra Lilu, mulher, mãe, capoeirista e pesquisadora e de Professora Negona, mulher negra, amante...

Nessa Roda tem Mandinga! Mandinga de Mulher!

O Programa Mandinga de Mulher, uma parceria entre a Rádio Capoeira e o Grupo de Estudos e Intervenção...