Mulheres pelo direito humano a não violência

Date:

Compartilhe esta postagem:

Ato Público na Central do Brasil, no Rio de Janeiro, pede política de prevenção ao crime baseada na construção da Cultura de Paz

Na quinta-feira, dia 30 de abril, a partir da 10 horas, o Ato Público “MULHERES PELO DIREITO HUMANO A NÃO VIOLÊNCIA” marcará as celebrações do Dia Nacional da Mulher na Central do Brasil. A manifestação é organizada pela Comissão Executiva Estadual/ RJ dos Delegados da 11° CNDH – Conferência Nacional dos Direitos Humanos.

Sede da ONU iluminada para pedir o fim da violência contra as mulheres. Foto: ONU/Eskinder Debebe

O Ato culminará na realização de uma CONFERÊNCIA LIVRE dentro da programação da 1ª CONSEG/RJ, voltada para discussão e debate das Mulheres vítimas da Violência Urbana, objetivando contribuir para a formulação das diretrizes de uma nova Política Nacional de Segurança Pública no Eixo 5: Prevenção social do crime e das violências e construção da CULTURA DE PAZ.

A manifestação de “MULHERES PELO DIREITO HUMANO A NÃO VIOLÊNCIA” está aberta a todas as pessoas que foram ou se sentem vitimizadas pela Violência. Mulheres que perderam seus filhos/as, companheiros/as, irmãos/as, parentes e amigos/as dizem NÃO a VIOLÊNCIA e a ausência de Segurança Pública que atinge cidadãs/ãos do Estado do Rio de Janeiro.

MULHERES UNIDAS NA CULTURA DE PAZ!

CONTATO:(21)3077-9119/9974-3728

lopes.carmelita@gmail.com

Fonte: congressonacionaldenegrasenegros@yahoogrupos.com.br em nome de Carmelita Lopes

Artigos Relacionados

Campanha dos 21 Dias de Ativismo contra o Racismo se inicia no dia 5 de março com diversas atividades

A partir de seu embrião, em 2016, neste ano a Campanha 21 Dias de Ativismo Contra o Racismo...

Espaço Brincante recebe Mestre Russo de Caxias para vivência e roda de capoeira

Documentário, vivência e aulão de capoeira para todas as idades é a programação deste domingo no Espaço Brincante...

Dique do Tororó recebe o Movimento Cadê Salomé para roda de capoeira e prosa neste final de semana

Com a participação da Mestra Lilu, mulher, mãe, capoeirista e pesquisadora e de Professora Negona, mulher negra, amante...

Nessa Roda tem Mandinga! Mandinga de Mulher!

O Programa Mandinga de Mulher, uma parceria entre a Rádio Capoeira e o Grupo de Estudos e Intervenção...