Assinatura do termo de cooperação entre SEPPIR e Embrapa

Date:

Compartilhe esta postagem:

Lançamento do Projeto Semente Crioula – Soberania alimentar na caatinga Data: 09/04/2009

Local: Sede da Embrapa (Parque Estação Biológica – PqEB, Asa Norte, s/n° – ao final da via W3 Norte)

Horário: 10h30min

convite semente crioula O ministro da Igualdade Racial, Edson Santos, e o presidente em exercício da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Kepler Euclides Filho, assinam na próxima quinta-feira (09/04) o termo de cooperação entre as duas instituições, e lançam o Projeto Semente Crioula – Resistência Quilombola: soberania alimentar na caatinga. O projeto é uma iniciativa da SEPPIR, com o apoio da Agência Canadense para o Desenvolvimento Internacional (CIDA), em parceria com a Embrapa, o Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF) e associações quilombolas do sertão de Pernambuco para a promoção de um sistema alimentar sustentável na região. A solenidade de lançamento será realizada às 10h30min, na sede da Embrapa (Parque Estação Biológica, s/n° – Brasília). Também participam do evento o embaixador do Canadá, Paul Hunt, e representantes do movimento social negro. A contribuição da Embrapa se concentrará na melhoria dos sistemas produtivos locais, tanto pela identificação e resgate das espécies tradicionalmente consumidas na região, quanto pelo enriquecimento do acervo de espécies cultivadas, consumidas e comercializadas, com a incorporação de tecnologias, processos e produtos desenvolvidos pela empresa. Nesse contexto, e em estrita consideração à legislação vigente, será iniciado o processo de legalização do acesso a recursos genéticos e conhecimentos tradicionais, para o qual a parceria entre a SEPPIR e a Embrapa será decisiva. A SEPPIR está à frente da articulação com as comunidades enquanto que, simultaneamente, a Embrapa poderá contribuir com a expertise de seus pesquisadores e analistas. Como resultado, espera-se promover a inclusão social por meio da melhoria alimentar, enfatizando ainda a geração de emprego e renda. As comunidades serão capacitadas a gerir seus sistemas locais de alimentação, de forma sustentável. Estão inseridas as comunidades quilombolas com os piores índices de segurança alimentar do país. Quilombolas – A SEPPIR é responsável pela Agenda Social Quilombola, que pauta as ações do Governo Federal voltadas às comunidades remanescentes de quilombos. A Agenda conta com um investimento de R$ 2 bilhões no orçamento da União, e tem como meta levar dignidade e os direitos da cidadania a mais de 1.700 comunidades remanescentes de quilombos, localizadas em 22 estados e 330 municípios. Seus objetivos se traduzem em: titulação fundiária; acesso à saúde e a educação; construção de moradias; eletrificação; recuperação ambiental; incentivo ao desenvolvimento local, de acordo com a vocação de cada comunidade; e o estímulo e valorização da cultura quilombola. As comunidades quilombolas serão incentivadas a se desenvolver de forma sustentável, de acordo com suas vocações, através de cursos e oficinas de geração de renda. E a universalização do Programa Bolsa Família entre os quilombolas é outra meta da Agenda. Mais informações: Coordenação de Comunicação Social Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Presidência da República Esplanada dos Ministérios, Bloco A, 9º andar – 70.054-906 – Brasília (DF) Telefone: (61) 3411-3696/ 3670

logo_h

Fonte: SEPPIR


Este artigo pertence ao Berimblog | Blog oficial de Mestre Paulão.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Campanha dos 21 Dias de Ativismo contra o Racismo se inicia no dia 5 de março com diversas atividades

A partir de seu embrião, em 2016, neste ano a Campanha 21 Dias de Ativismo Contra o Racismo...

Espaço Brincante recebe Mestre Russo de Caxias para vivência e roda de capoeira

Documentário, vivência e aulão de capoeira para todas as idades é a programação deste domingo no Espaço Brincante...

Dique do Tororó recebe o Movimento Cadê Salomé para roda de capoeira e prosa neste final de semana

Com a participação da Mestra Lilu, mulher, mãe, capoeirista e pesquisadora e de Professora Negona, mulher negra, amante...

Nessa Roda tem Mandinga! Mandinga de Mulher!

O Programa Mandinga de Mulher, uma parceria entre a Rádio Capoeira e o Grupo de Estudos e Intervenção...