Rio comemora Dia Internacional em Memória das Vítimas da Escravidão

Date:

Compartilhe esta postagem:

O Dia Internacional em Memória das Vítimas da Escravidão e do Tráfico Transatlântico de Escravos será comemorado através de uma série de eventos em diversos lugares do mundo. No Brasil, a data será celebrada no Rio de Janeiro, no Salão Pedro Calmon, no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, na terça-feira, dia 24 de março, às 11h00.

A comemoração contará com uma palestra de Alcione Meira Amos, curadora visitante da Smithsonian Institution de Washington, DC (EUA) e autora do livro “Os que voltaram: a história dos retornados afro-brasileiros na África Ocidental do século XIX”.O evento é uma promoção da SEPPIR (Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República) e do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) em parceria com a UFRJ. A palestra será aberta pelo Reitor da UFRJ, Professor Aloísio Teixeira, contará com a participação do Ministro de Estado da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Edson Santos, e com a presença do Diretor do Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil, Giancarlo Summa.

Durante o evento será distribuída uma mensagem do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, em ocasião da data, instituída para homenagear os milhões de africanos que foram vítimas do tráfico de escravos. O Brasil foi, junto com os Estados Unidos, o país das Américas que mais recebeu escravos, até a proibição do tráfico em meados do século 18.

Serviço:

Dia Internacional em Memória das Vítimas da Escravidão
Terça-Feira, 24 de março – 11 horas
Fórum de Ciência e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Campus da Praia Vermelha
Avenida Pasteur 250, Urca – Rio de Janeiro

Outras informações:

Valéria Schilling
Assessora de Comunicação
Centro de Informação da ONU
21-2253-2211
valeria.schilling@unic.org

Este endereço de e-mail está sendo protegido de spam, você precisa de Javascript habilitado para vê-lo
http://rio.unic.org/

Fonte: ONU Brasil


Este artigo pertence ao Portal Capoeira do Rio.
Todos os direitos reservados.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Campanha dos 21 Dias de Ativismo contra o Racismo se inicia no dia 5 de março com diversas atividades

A partir de seu embrião, em 2016, neste ano a Campanha 21 Dias de Ativismo Contra o Racismo...

Espaço Brincante recebe Mestre Russo de Caxias para vivência e roda de capoeira

Documentário, vivência e aulão de capoeira para todas as idades é a programação deste domingo no Espaço Brincante...

Dique do Tororó recebe o Movimento Cadê Salomé para roda de capoeira e prosa neste final de semana

Com a participação da Mestra Lilu, mulher, mãe, capoeirista e pesquisadora e de Professora Negona, mulher negra, amante...

Nessa Roda tem Mandinga! Mandinga de Mulher!

O Programa Mandinga de Mulher, uma parceria entre a Rádio Capoeira e o Grupo de Estudos e Intervenção...