OFICINAS SOBRE DIVERSIDADE SEXUAL PARA EDUCADORES EM MARICÁ

Date:

Compartilhe esta postagem:

Nos dias 12 e 13 de fevereiro de 2009 acontecem quatro oficinas sobre Diversidade Sexual na Escola em Maricá, realizadas pela UFRJ, à convite da Secretaria Municipal de Assistência Social, Cidadania e Participação Popular e com apoio da Secretaria Municipal de Educação. As oficinas são voltadas especialmente para profissionais de educação, do município e do estado. O objetivo é discutir questões ligadas à homossexualidade, travestilidade, transexualidade, gênero e identidades, relacionando sempre ao contexto escolar. Violência, homofobia, identidades e orientações sexuais, ética e inclusão são alguns dos temas a serem debatidos.

As atividades acontecem no Colégio Municipal Joana Benedita Rangel, no Centro de Maricá, em quatro horários: nos dias 12 e 13, das 8h às 12h e das 13h às 17h, cada oficina com participantes diferentes, para tentar atingir o maior número possível de profissionais nos dois dias. Quem tiver interesse em participar, basta procurar a Secretaria Municipal de Assistência Social, pelo telefone (21) 2637-8939.

EM BREVE, MAIS UMA EDIÇÃO DO CURSO DE FORMAÇÃO
Também a convite da Prefeitura de Maricá, que ofereceu toda a insfraestrutura necessária, será realizada, no primeiro semestre de 2009, mais uma edição do Curso de Formação de Profissionais da Educação em Identidades de Gênero e Diversidade Sexual. O curso, financiado pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do Ministério da Educação (Secad/MEC), é gratuito, tem carga horária de 60h e certificação pela UFRJ. As inscrições estarão abertas em breve, através da página do projeto (www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade).

PROJETO RECEBE MOÇÃO DE LOUVOR DA ASSOCIAÇÃO DE TRAVESTIS E TRANSEXUAIS DO RIO
No dia 02 de fevereiro, o Projeto Diversidade Sexual na Escola recebeu uma moção de louvor da Associação de Travestis e Transexuais do Rio de Janeiro (ASTRA-Rio), em reconhecimento à sua contribuição para a visibilidade e para a construção dos direitos de travestis e transexuais no ano de 2008. A entrega da moção aconteceu em meio às comemorações do quarto aniversário da Associação.

Para a equipe do Projeto Diversidade Sexual na Escola é extremamente gratificante receber uma homenagem como essa. Em especial porque esse reconhecimento vem diretamente do movimento social, dos sujeitos que hoje lutam e trabalham pela conquista dos direitos de travestis e transexuais. E ainda mais de uma organização como a Astra-Rio, que conta com pessoas tão dedicadas, verdadeiras e comprometidas.

O Projeto Diversidade Sexual na Escola é uma ação da Universidade Federal do Rio de Janeiro e está vinculado ao Programa Papo Cabeça.

www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade <http://www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade>
(21) 2598-1892


Este artigo pertence ao Portal Capoeira do Rio.
Todos os direitos reservados.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigos Relacionados

Campanha dos 21 Dias de Ativismo contra o Racismo se inicia no dia 5 de março com diversas atividades

A partir de seu embrião, em 2016, neste ano a Campanha 21 Dias de Ativismo Contra o Racismo...

Espaço Brincante recebe Mestre Russo de Caxias para vivência e roda de capoeira

Documentário, vivência e aulão de capoeira para todas as idades é a programação deste domingo no Espaço Brincante...

Dique do Tororó recebe o Movimento Cadê Salomé para roda de capoeira e prosa neste final de semana

Com a participação da Mestra Lilu, mulher, mãe, capoeirista e pesquisadora e de Professora Negona, mulher negra, amante...

Nessa Roda tem Mandinga! Mandinga de Mulher!

O Programa Mandinga de Mulher, uma parceria entre a Rádio Capoeira e o Grupo de Estudos e Intervenção...